A editora

Minha foto
Nasci no Recife, capital de Pernambuco, um dos 26 Estados do Brasil. Sou jornalista diplomada, amante da vida e de tudo que é positivo, verdadeiro e autêntico. Deixei as águas do Capibaribe, o mais famoso rio que banha o Recife. Atravessei o Oceano Atlântico e desaguei no rio Tejo, que acalenta Lisboa. E para aproximar esses dois lugares tão distantes mas com fortes ligações históricas e culturais, dei início a construção desta "ponte" Pernambuco-Portugal.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Literatura de Cordel ganha título de Patrimônio Cultural Brasileiro


Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural do BrasilO gênero literário, que também é ofício e meio de sobrevivência para inúmeros cidadãos brasileiros, a Literatura de Cordel, foi reconhecido pelo Conselho Consultivo como Patrimônio Cultural Brasileiro. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 19 de setembro, por unanimidade pelo colegiado que está reunido no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro. A reunião também contou com a presença do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa e do presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Gonçalo Ferreira. 
Poetas, declamadores, editores, ilustradores (desenhistas, artistas plásticos, xilogravadores) e folheteiros (como são conhecidos os vendedores de livros) já podem comemorar, pois agora a Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro.
Apesar de ter começado no Norte e no Nordeste do país, o cordel hoje é disseminado por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração de populações. Hoje, circula com maior intensidade na Paraíba, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. Em todos estes estados é possível encontrar esta expressão cultural, que revela o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas acerca dos acontecimentos vividos ou imaginados.

Do portal Iphan 

Patologista mais influente do mundo é portuguesa

FMUP

A professora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e diretora do serviço de Anatomia Patologia do Centro Hospitalar São João (CHSJ), Fátima Carneiro foi eleita a patologista mais influente do mundo, anunciou esta quinta-feira a FMUP.

A distinção foi atribuída à investigadora - que integra também o Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da U.Porto (Ipatimup), atualmente integrado no i3S - pela revista científica "The Pathologist" que, ao longo de dois meses, inquiriu patologistas de todo o mundo sobre quem consideravam merecedor do título. 
Veja a matéria completa aqui

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Jardim do Torel

Há onze anos morando em Lisboa, só hoje conheci o belo Jardim do Torel. Um agradável lugar para se apreciar a bela capital portuguesa



quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Escritor Carlos Bezerra Cavalcanti lança Enciclopédia Urbana do Recife


Carlos Bezerra Cavalcanti é autor de livros como ‘O Recife e seus bairros’ e ‘Olinda: um presente do passado’. – Crédito: Reprodução/Thinkstock
Do  blog João Alberto

O escritor Carlos Bezerra Cavalcanti, lança, nesta quinta-feira, o livro Enciclopédia Urbana do Recife. O livro, que é a 23ª autoria de Cavalcanti, trata da origem e história urbana de mais de 3 mil logradouros da cidade do Recife, entre ruas, avenidas, becos, estradas, travessas, pontes, parques e praças. O lançamento do livro será no Museu da Cidade do Recife, às 19h. 
“O livro surgiu a partir de uma obra Recife do Corpo Santo, do meu pai, Vanildo Bezerra Cavalcanti, que reúne logradouros dos bairros centrais da cidade. Decidi expandir a ideia para todos os 94 bairros do Recife, e chegamos ao número de 3 mil logradouros”, afirma Carlos sobre o processo criativo de sua nova obra.
A ocasião contará também com a abertura de uma exposição de cartões postais com curadoria de Jobson Figueiredo, curador oficial do evento, Betânia Corrêa, diretora do Museu da Cidade e Dirceu Marroquim, historiador e membro da AMUC – Associação dos Amigos do Museu da Cidade do Recife.

sábado, 15 de setembro de 2018

Como Lisboa se transformou em hub de inovação e empreendedorismo

O ecossistema português fervilha com novos investimentos

Lisboa  (Foto: Thinkstock)

Por Antônio Martins Neto, de Lisboa

No inicio do ano, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, aproveitou o Fórum Econômico de Davos, na Suíça, para anunciar, orgulhoso: Lisboa fora escolhida sede do novo centro de serviços da Google para Europa, África e Oriente Médio. Com 535 empregos em áreas que vão da gestão à engenharia de software, o investimento da gigante de tecnologia ajudou a consolidar a imagem da capital portuguesa como um hub de inovação e empreendedorismo à margem do oceano Atlântico. No mapa da economia digital, hoje, Lisboa figura ao lado de Londres, Berlim, Paris e Madri.
Leia a matéria completa publicada na  Época Negócios  aqui

O jornalista Antonio Martins Neto foi meu colega de faculdade na Universidade Federal de Pernambuco. Hoje é meu amigo e vizinho neste lado do Atlântico.

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Companhia portuguesa oferece curso gratuito para escolas de Salvador

A empresa portuguesa Foco Musical e o SONARE promovem um curso gratuito na Escola de Música da UFBA no próximo dia 13 de setembro sobre Apreciação Musical Ativa (AMA) e estratégias para Audição Musical Participada ao vivo (AMP) com base na obra “O Sítio da Amizade”, do compositor português Jorge Salgueiro. A formação será ministrada por Miguel Nabais Pernes, produtor da obra, e também irá tratar de propostas práticas para utilização do livro “Os Instrumentos da Orquestra e O Sítio da Amizade” no contexto escolar.

Título: O SÍTIO DA AMIZADE: uma fábula sinfônica para Audição Musical Participada
Orientador: Miguel Nabais Pernes - Diretor Artístico e Supervisor Pedagógico da Foco Musical Portugal
Local: Salvador - UFBA - Escola de Música - Rua Basílio da Gama, S/N Salvador, Bahia 40160-060
Data e hora: 13.09.2018 - 08h00 às 12h00
Organização: SONARE / FOCO MUSICAL
Inscrições gratuitas: +55 71 99123-8799

Destinatários: Professores de Música, Professores de Musicalização Infantil, Professores de Educação Infantil, Professores do Ensino Fundamental I, Professores de Artes, Animadores Culturais



sábado, 8 de setembro de 2018

Graça Araújo

Foto: JC Imagem

Graça Araújo, muito obrigada pelo apoio e por todos os sorrisos que você me deu nos estúdios, nos corredores, nas coberturas, nos camarins da TV Jornal. Você será sempre um exemplo de profissionalismo, dedicação, ética e companheirismo.Tive uma imensa sorte de ter trabalhado com você. Agora a levarei no coração lembrando aqueles bons e ricos momentos na rua Capitão Lima, onde tantas vezes você me disse "Vamos, Pati!". 
Com todo meu carinho e gratidão, segura na mão de Deus e vai. Obrigada!

A comunicadora estava internada no Hospital Esperança desde a última quinta-feira (6), quando sofreu um AVC hemorrágico. Graça Araújo apresentava o TV Jornal Meio-Dia há 26 anos e o Rádio Livre há 17 anos.
Conheça a trajetória da jornalista aqui

Orquestra Sinfônica da Bahia interpreta a fábula sinfônica portuguesa O Sítio da Amizade


Teatro Castro Alves, foto por David Glat

A Orquestra Sinfônica da Bahia vai interpretar a fábula sinfônica O Sítio da Amizade sob a direção do maestro português Jorge Salgueiro. Os concertos serão no teatro Castro Alves, Salvador em dois dias:
- 11 de outubro - exclusivo para escolas
- 12 de outubro - público em geral
bilheteria e informações: info@focomusical.pt
parceria Foco Musical | Orquestra Sinfônica da Bahia

A montagem da obra é uma realização da companhia portuguesa Foco Musical em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Museu Nacional do Brasil. Um país à procura de si perde o arquivo onde podia encontrar as respostas

Matéria que traz depoimentos das antropólogas do ICS-UL Cristiana Bastos e Susana de Matos Viegas, minhas professoras no Mestrado em Estudos Brasileiros.

24.sapo.pt
Enquanto o Brasil vai tentando dar conta do que perdeu no lume, de todos os lados são apontados dedos. Cientistas e investigadores culpam o desinvestimento do governo; o governo responsabiliza a gestão do museu e da Universidade a que estava entregue. Enquanto isso, as cinzas e as pedras vão arrefecendo num país a caminho de eleições.


Leia a matéria aqui

Lançamento do livro Travestis Brasileiras em Portugal: percursos, identidades e ambiguidades

 

Sinopse

O século XXI acentuou a celeridade dos processos globalizantes e a densificação de tecidos urbanos repletos de contrastes. O mundo já não é a preto e branco e o anonimato trouxe consigo a cor sob a forma de diferença que, enquanto experiência vivida, se tornou comunitariamente possível na cidade. Quebra-se na prática a uni-direccionalidade entre sexo e género e entre sexo e sexualidade, enfrentando-se esquemas de pensamento enraizados. O paradigma máximo desta autonomia sistémica alcança-se na construção de uma identidade travesti mutante, mutável e instável que acompanha um mundo profusamente povoado por fluxos intensos e interdependências várias. É na sociedade global que as travestis encontram espaço para a vivência trans-nacional e comunitária das viagens trans. Brasil, europa, cidade, prostituição e migração surgem como factores chave para a sua disseminação geográfica e identitária. A rua tornou-se a sua nova casa e as outras travestis são agora a sua família.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Livro Maria Bonita: sexo, violência e mulheres no cangaço


Gera era o nome popular dos estupros coletivos no sertão do Nordeste, em meados do século passado. Era também um dos crimes mais frequentemente praticados pelo bando de Lampião em suas incursões pelo sertão nordestino na década de 30. No recém-lançado Maria Bonita: sexo, violência e mulheres no cangaço (Objetiva, 296 págs., R$ 49,90), a jornalista Adriana Negreiros joga luz sobre a dura realidade das mulheres que acompanhavam o grupo – ou que simplesmente tinham a pouca sorte de topar com os cangaceiros. Leia a matéria completa publicada na Revista Marie Clarie Brasil aqui

Raízes – Um piano na Amazônia

O projeto Raízes – Um piano na Amazônia, a partir das 21h. Este projeto, da autoria da pianista brasileira Carla Ruaro, é constituído pela exibição de um documentário e uma exposição de fotografia. A entrada é livre


Em 2017, a pianista Carla Ruaro reuniu uma equipa de profissionais e juntos partiram para o seu primeiro desafio: içar um piano no interior de um barco e percorrer o rio Arapiuns no Estado do Pará dentro da reserva extrativista Tapajós-Arapiuns. Da aquisição e transporte do instrumento às oficinas e apresentações para as comunidades ribeirinhas, o projeto articula ainda uma enorme gama de ações que fortalecem os laços locais e a autovalorização de comunidades e artistas, ao verem-se representadas pelo interesse e esforço da intérprete e da sua equipa.

No interior da embarcação foram realizadas entre 2 a 4 oficinas de piano por dia, em que mais de 1000 crianças tiveram a oportunidade de assisti-las. Estes concertos foram realizados à noite à beira do rio nas comunidades de Vila Franca, Tucumã, São Pedro, Mentai, Curi, Bom Futuro, São Francisco, Atodi, Vila Gorete, Vila Brasil, Lago da Praia, Urucureá e Alter do Chão.

O projeto piloto Um Piano na Amazónia iniciou com uma extensa pesquisa sobre os compositores contemporâneos e a cultura da região amazónica. Aproximando-se dos ambientes nos quais se inspiram, vivem ou viveram os compositores, o projeto afirma o propósito de imersão, propondo-se à investigação in loco das raízes da música dessa música.

O documentário, que será narrado pelo “Piano”, conta a história da pianista que quis aproximar-se das raízes da obra que interpreta. Fascinada pelo processo de desconstrução e reconstrução da música e da intérprete e – proporcionando o nascimento de uma nova artista – ela descobre uma trajetória de vida, consciente da sua responsabilidade como artista, dando um maior sentido à sua carreira, transformando e redescobrindo a música através da experiência, do contato e da troca com compositores, povo e meio ambiente.

A direção artística ficou a cargo de Tatiana Cobbett, num projeto que contou ainda com a participação da fotógrafa Pamella Herpio e do cinegrafista João Santos.

Coro Setúbal Voz seleciona novas vozes para a temporada 2018/2019

Coro SETÚBAL VOZ | 2017.12.17
Museu do Trabalho Michel Giacometti | Setúbal
2.º concerto temporada 2017/8 | GÉNESIS
Foto de Rita Santana

Para quem gosta de cantar, o Coro Setúbal Voz está selecionando novas vozes para a temporada 2018/2019 que terá como tema estruturante o amor. Dirigido pelo maestro e compositor português Jorge Salgueiro, o grupo vem se destacando pelo "passeio" que faz pelas diversas artes, resultando em concertos performáticos e provocadores.

Admissão de novos coralistas: setubalvoz@gmail.com

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

ELEIÇÕES 2018 – Local de votação em Portugal

O Consulado-Geral do Brasil em Lisboa informa a todos os eleitores residentes em sua área de jurisdição que as Eleições 2018 (1º turno - 7 de outubro e 2º turno - 28 de outubro –, se necessário) ocorrerão no seguinte endereço: Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Alameda da Universidade 1649-014 – Lisboa
O processo de votação ocorrerá das 8h às 17h, ininterruptamente. Em razão da renumeração das seções, é recomendável que o eleitor identifique sua seção com antecedência.