A editora

Minha foto
Nasci no Recife, capital de Pernambuco, um dos 26 Estados do Brasil. Sou jornalista diplomada, amante da vida e de tudo que é positivo, verdadeiro e autêntico. Deixei as águas do Capibaribe, o mais famoso rio que banha o Recife. Atravessei o Oceano Atlântico e desaguei no rio Tejo, que acalenta Lisboa. E para aproximar esses dois lugares tão distantes mas com fortes ligações históricas e culturais, dei início a construção desta "ponte" Pernambuco-Portugal.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

O santo guerreiro

Procissão no Castelo de São Jorge - Fotografia de Roberto Leite

Eu estava no Castelo de São Jorge, ontem, quando vi passar uma procissão com imagens de alguns santos, banda militar de música, soldados da Guarda Nacional Republicana, religiosos e fiéis. Os turistas logo apontaram as lentes das máquinas na direção do cortejo. Enquanto passava a imagem de São Jorge, que é o santo protetor de Portugal, fui tomada por duas boas lembranças. Primeiro, lembrei da minha amiga Walnya rezando com muita fé a oração de São Jorge. Depois pensei na bela interpretação de Caetano Veloso ao cantar a música “Jorge da Capadócia”, composta por Jorge Ben Jor.
Para quem não conhece, segue a Oração de São Jorge, o Santo Guerreiro:
“Chagas abertas, Sagrado Coração todo amor e bondade, o sangue do meu senhor Jesus Cristo, no corpo meu se derrame, hoje e sempre.Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me enxerguem e nem pensamentos eles possam ter, para me fazerem mal.Armas de fogo o meu corpo não o alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem ao meu corpo chegar, cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo amarrarem.Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder da sua Santa e divina Graça, a virgem Maria de Nazaré, me cubra com o seu sagrado e divino manto, me protegendo em todas as minhas dores e aflições, e Deus com a sua Divina Misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos, e o glorioso São Jorge, em nome de Deus, em nome de Maria Nazaré, em nome da falange do Divino Espírito Santo, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas anulas defendendo-me com a sua força e como a sua grandeza, do poder dos meus inimigos carnais e espirituais e de todas as suas más influências, e que debaixo das patas do seu fiel ginete, meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós, sem se atreverem a ter um olhar sequer que me possa prejudicar.Assim seja com o poder de Deus e de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. Amém.”
Clique para ouvir a música “Jorge da Capadócia”, na voz de Caetano Veloso: http://www.youtube.com/watch?v=WWfw6dhU8JY

Lisboa é para todos os sentidos

Na imensidão do Mosteiro dos Jerónimos

*Por Eudes Pereira - jornalista do Capibaribe

Já estive em Lisboa em cinco oportunidades, desde 1992. Toda vez que revejo esta maravilhosa cidade, descubro algo de novo. A cada visita ela vai revelando um pouco dos seus encantos.
Na primeira vez, estava a caminho da Holanda e não tive muito tempo para ver a cidade. Foi só um "sight-seeing". Em 2001 fiz o roteiro que todo iniciante faz: Avenida da Liberdade, com o monumento ao Marquês do Pombal dominando a paisagem; Monumento aos Descobridores, Mosteiro dos Jerónimos, Torre de Belém, Pastéis de Belém e Castelo São Jorge. Nas viagens seguintes já me sentia "em casa", explorando a cidade com maior desenvoltura. Destaco o passeio de bondinho até o Rossio e bairros como Chiado, Alfama e a Baixa.O moderno Parque das Nações, onde aconteceu a Expo 98 também merece uma visita. Ah, um passeio pelo rio Tejo também é sensacional. E os arredores? Lugares muito belos, como Cascais, Sintra, Palmela com seu castelo... Fui a Montijo, no Alantejo, de barco e voltei de ônibus pela ponte Vasco da Gama, que tem quase 20Km de extensão;
Mas Lisboa não é só para os olhos. É para todos os sentidos. O cheiro que vem do mar, o sabor da ótima cozinha portuguesa e o som que sai das casas de fado a tornam uma cidade inesquecível, daquelas que você sempre tem vontade de voltar.

* Eudes Pereira é Diretor de Redação do Jornal Grande Recife.
Seguidor do blog, Eudes é um amigo muito querido que eu conheci em 1997, quando comecei a trabalhar na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Igarassu. Em agosto de 2008, tive a alegria de recebê-lo para jantar aqui em casa, junto com Daniela e José Américo, jornalistas do Grande Recife e também meus amigos do coração.

sábado, 29 de maio de 2010

No Português de Portugal III

- Borla = grátis
- Verniz= esmalte
- Pimento= pimentão
- Camião= caminhão
-Camionista= caminhoneiro
-Freio= travão
- Utentes= usuários
- Piropo= cantada
- Aceder= acessar
- Champô= shampoo
- Andebol= handebol

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Agora é tarde, Inês é morta

D. Inês de Castro
O arrependimento é um sentimento difícil de “engolir”. E pior ainda quando, arrependidos, escutamos aquela frase que nos joga à cara a oportunidade ou algo que perdemos e que não volta mais: “Agora é tarde, Inês é morta”. Mas quem foi Inês? Como ela morreu?
Para explicar a origem do ditado tão popular em Pernambuco, ninguém melhor do que uma conhecedora do assunto. Maria do Céu Carvalho Dias nasceu na Nazaré, Portugal, e é formada em História pela Universidade Clássica de Lisboa. Ensinou durante anos em escolas de diversas localidades portuguesas. Só mais um detalhe na apresentação. Ela é a minha sogra, que tem sido uma segunda mãe para mim, já que a minha está muito longe, em Igarassu, a 30 km do Recife.
Com a palavra, a professora Maria do Céu:
O dito popular “Agora é tarde, Inês é morta”, suponho que mais usado no Brasil que em Portugal, relaciona-se com um episódio da História de Portugal, do século XIV.
D. Pedro I nasceu em 1320, era filho de D. Afonso IV que reinou num período de pestes e guerras. Casou com Dona Constança Manuel, princesa espanhola por quem não nutria amor. Acompanhou-a, como aia, D. Inês de Castro, da família dos Castros. O Príncipe desde logo se apaixonou por esta dama de companhia, dada a sua beleza. Razões de ordem moral e política se levantaram contra “o grande desvairo” (Fernão Lopes). Por um lado eram primos chegados e D. Pedro era casado; por outro a família Castro tinha ambições políticas no reino de Portugal e D. Inês podia ser o instrumento para tal. D. Constança morreu cedo e D. Pedro e D. Inês passaram a viver juntos em Coimbra. Terão casado, embora D. Afonso IV nunca o tenha permitido. O casal teve 4 filhos, mas não viveu feliz para sempre… D. Inês foi morta em Santa Clara, Coimbra, embora a lenda diga que foi na chamada Fonte dos Amores, Quinta das Lágrimas, Coimbra. Este desfecho trágico e espectacular foi ordenado pelo Rei D. Afonso IV, a conselho de Diogo Lopes Pacheco, Pedro Coelho e Álvaro Gonçalves.
D. Pedro ficou desvairado e, quando rei, vingou a morte da amada, mandando prender e matar cruelmente os conselheiros e também executantes da morte de D. Inês. A ele se atribui a frase:” Agora é tarde, Inês é morta”. (Já não vai a tempo, já não se pode resolver). Manda esculpir dois túmulos para o Mosteiro de Alcobaça – um para ele, outro para D. Inês. Esta vai ser levada em cortejo fúnebre, de Coimbra para o túmulo (lindíssimo) em Alcobaça. Segundo a lenda, impossível de esquecer nesta história, D. Pedro coroou rainha D. Inês (já morta há dois anos) e obrigou a Nobreza e o Clero a beijarem-lhe a mão. Assim, a Literatura, sobretudo romântica, tem acrescentado muitos dados à verdade histórica. Poder-se-á dizer que afinal Inês, também chamada “colo (pescoço) de garça não “é morta”, mas está eternizada, quer pela sua morte, quer pelo seu amor proibido, perseguido e difamado, tal como a Julieta de Romeu , ou a Isolda de Tristão.
Muito se tem escrito sobre Pedro e Inês, desde as belíssimas estrofes de Camões, nos Lusíadas, até romances, na actualidade.

Para alguém especial

Minha amiga,
Provavelmente você não vai ler meu blog hoje. Sei que será um dia muito difícil. Mas como todos os dias, este também vai acabar. E amanhã nascerá outro dia, depois de amanhã mais um outro, depois outro, mais outro…É a vida! Cada novo dia traz a esperança de coisas boas. Você não está sozinha nessa luta. Às 15h (hora de Brasília), vou rezar e pedir a Deus para iluminar você e toda a equipe médica. Pense naquela música que diz “Segura na mão de Deus/Pois ela, ela te sustentará/Não temas, segue adiante/E não olhes para trás/Segura na mão de Deus e vai”.
Segure firme na mão Dele e tudo vai dar certo. Três beijos para você: um meu, um de Lara e um de Rui. Boa sorte!

Pausa antes da folia

Minha amiga Synara Veras disponibilizou algumas fotografias do seu arquivo pessoal para o blog. A primeira que escolho para publicar é esta tirada no dia 20 de fevereiro de 2007. Uma imagem fala mesmo muito mais do que mil palavras. Synara está na Ponte da Boa Vista com a irmã Laís ao colo, que admira a escultura gigante do Galo da Madrugada, montada na Ponte Duarte Coelho. Também é possível observar, no canto direito superior, o relógio do edifício central dos Correios, na Avenida Guararapes. Em destaque aparece ele, o Rio Capibaribe, na espera de ver as suas margens e pontes serem tomadas pelos foliões. As duas irmãs estão vestidas de espanholas para o desfile do Bloco da Saudade que, naquele ano, abordou o tema “Espanhola e Toureiro”. O ano de 2007 foi o único, até hoje, que eu não passei o Carnaval em Pernambuco.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Leão do Norte

A música Leão do Norte é quase um segundo hino de Pernambuco. A composição de Lenine e Paulo César Pinheiro é uma verdadeira aula sobre a cultura pernambucana. Para quem não conhece a canção segue a letra com a explicação detalhada do que significa cada frase. Depois de entender porque Pernambuco é o Leão do Norte, clique aqui e escute a música na bela voz de Lenine. http://www.youtube.com/watch?v=-jSVLwz1bag
Sou o coração do folclore nordestino - O primeiro verso da letra de Paulo César Pinheiro já anuncia que a música cantará as manifestações culturais mais autênticas que pulsam no coração da região, onde nasceu o compositor Lenine.
Eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá – Conhecido também como bumba-meu-boi este folguedo foi considerado pelo teatrólogo Hemilio Borba Filho como mais puro dos espetáculos populares nordestinos. É um auto ou drama pastoril que tem como mote a morte e a ressurreição do boi, figura feita de pano, com armação de madeira, carregada por uma ou duas pessoas. Presepeiro, Mateus namora com uma negra Catirina. Bastião é o filho do capitão boca-mole, mestre do folguedo.
Sou um boneco de mestre Vitalino – Vitalino Pereira dos Santos (10/07/1909-20/01/63) é considerado o maior ceramista, filho de um agricultor e de uma artesã de peças utilitárias de barro, desde menino começou a fazer figuras de barro representando a cultura nordestina e seus folguedos. Influenciou toda a comunidade do Alto do Moura, onde morava, transformando Caruaru no maior centro de arte figurativa da América, segundo a Unesco.
Dançando uma ciranda em Itamaracá – Dança de roda praieira, a ciranda tem suas raízes portuguesas, mas desenvolveu-se, segundo alguns estudiosos, na região de Goiana e teve o seu auge de popularidade nos anos 70. Na Ilha de Itamaracá mora uma das cirandeiras mais famosas, a Lia, citada em versos de canções.
Eu sou um verso de Carlos Pena Filho / Num frevo de Capiba / Ao som da Orquestra Armorial – Pena Filho era conhecido como “O Poeta Azul”. Nascido em 1929 e morto em 1960, num acidente automobilístico, deixou entre suas obras mais importantes, O Livro Geral e Memórias do Boi Serapião. A Orquestra Armorial de Câmara foi fundada no início dos anos 60, pelo maestro Cussy de Almeida, sob a inspiração do Movimento Armorial, idealizado e liderado pelo romancista, dramaturgo e ex-secretário estadual de Cultura, Ariano Suassuna. Propunha-se a fazer uma arte brasileira erudita de raízes populares. Na música, valoriza o som áspero de instrumentos como a rabeca, a viola sertaneja e o berimbau, em conjunção com as harmonias ibéricas.
Sou Capibaribe / Num Livro de João Cabral – O pernambucano João Cabral de Melo Neto dedicou vários poemas e mesmo livros ao rio que corta a Zona da Mata e desemboca no Atlântico, serpenteando o Recife. Entre os livros que tratam do Capibaribe estão O Cão Sem Plumas, O Rio ou A Relação da Viagem que faz o Capibaribe do Recife, Morte e vida Severina.
Sou mamulengo de São Bento do Una / Vindo num baque solto de Maracatu – Mamulengo é o teatro dos bonecos ou de títeres, que começou com caráter religioso. Profanou-se. Acompanha-se de uma pequena orquestra. Alguns grupos utilizam personagens do bumba-meu-boi, como o Mateus, o Bastião e a Catirina. O enredo é jocoso e picaresco, mas os desfechos normalmente são moralizantes. Em Olinda, há um Museu de Mamulengo, no Espaço Tiridá, do grupo Só Riso. São Bento do Una é a cidade natal do cantor Alceu Valença. O maracatu é uma das maiores expressões culturais de Pernambuco e está dividido em dois grupos: O Maracatu de Baque Virado ou Nação, é um cortejo afrobrasileiro de ascendência nagô e evoca a coroação do Rei do Congo. Suas figuras principais são o rei, a rainha, toda a sua corte, com embaixadores, ministro e demais figuras; as baianas, as damas-de-passo, lanceiros e batuqueiros. O Maracatu de Baque Solto ou Rural é uma espécie de fusão de vários folguedos, surgido na Zona da Mata pernambucana. Sem reis nem rainhas, sua figura central são os caboclos de lança que usam cabeleira de papel celofone, cobrindo o chapéu de palha, rosto pintado, camisa e calça de chitão e carregam o surrão, armadura de madeira onde são presos os chocalhos. A dança do baque solto é em círculos e acelerada, num ritmo rápido ao som dos chocalhos.
Eu sou um auto de Ariano Suassuna / No meio da Feira de Caruaru – O auto é a forma teatral originária na Comédia dell´Arte medieval. Suassuna consagrou-se internacionalmente com a peça o Auto da Compadecida, escrita em 1955. Neste texto, destacam-se personagens como o esperto e traquino João Grilo e a presença de um Cristo Negro. A feira de Caruaru tornou-se a mais famosa do Nordeste pela sua variedade de ofertas, informalidade e a grande quantidade de artigos de artesanato popular à venda, entre os quais os bonecos de barro de Vitalino e seus herdeiros.
Sou Frei Caneca no Pastoril do Faceta / Levando a Flor da Lira para Nova Jerusalém – Sacerdote, jornalista e político, Frei Joaquim do Amor Divino Rabelo, conhecido como Frei Caneca (1779-1825) foi um dos revolucionários de 1817 e um dos mártires da Confederação do Equador. Morreu fuzilado em frente ao Forte de Cinco Pontas. O pastoril é um auto de Natal de origem religiosa, mas também profanado com o passar do tempo. Tem dois cordões rivais, formados por mulheres: o azul e o encarnado. A Diana ou Borboleta é a mediadora. Elas cantam, dançam e se desafiam. O velho é quem comanda o pastoril, com suas anedotas, pilhérias com o público e suas canções de duplo sentido. Faceta foi um dos seus maiores mestres. O bloco misto Flor da Lira é uma das antigas agremiações carnavalesca de Pernambuco. Foi fundado em 1920 e desfila até hoje. Nova Jerusalém, o teatro monumental ao ar livre de Fazenda Nova, Agreste do Estado, onde é realizada a Paixão de Cristo, durante a Semana Santa.
Sou Luiz Gonzaga / E eu sou do Mangue também – O sanfoneiro Luiz Gonzaga (*13/12/1912 + 02/08/1989), o Rei do Baião, natural de Exu, é o maior nome da música popular nordestina. Autor de clássicos como Asa Branca, Assum Preto, O Xote das Meninas, O Cheiro da Carolina, entre outros.
Eu sou Mameluco / Sou de Casa Forte / Sou de Pernambuco / Sou Leão do Norte – Lenine faz alusão a sua ascendência mameluca, ou seja, vinda do cruzamento de índios com brancos. Casa Forte é um dos bairros mais tradicionais do Recife onde ficava o engenho homônimo de Ana Paes, que ajudou na campanha da expulsão holandesa. Pernambuco é conhecido como Leão do Norte por sua história de lutas libertárias como a Batalha dos Guararapes, as revoluções dos Mascates, Praieira e de 1817, além da Confederação do Equador, e mais, recentemente, na redemocratização do país. A origem vem do brasão das armas do donatário Duarte Coelho Pereira, no século XVI, no qual figurava em sua heráldica a estampa altiva de um leão.
Sou Macambira de Joaquim Cardozo / Banda Pife no Meio do Carnaval – Refere-se à peça Coronel de Macambira (1963), do poeta e engenheiro pernambucano Joaquim Cardozo (26/08/1987-04/11/78), responsável pelo cálculo estrutural da Pampulha (MG) e de Brasília. É um auto baseado no bumba-meu-boi e o capitão, mestre do cavalo-marinho, foi inspirado no chefe do bando de cangaceiros do Morro, na Paraíba, Chico Fulô, que havia trabalhado para ele, quando demarcava terras devolutas da União em território dos cablocos descendentes dos aimorés, onde havia canavial, nos idos de 40. Banda de pife é um conjunto musical tradicional, formado por pife, pífano ou pífaro, espécie de flautim de madeira com som agudo e estridente e ainda por zabumba, triângulos e às vezes sanfona ou pandeiro. Toca geralmente forró. Um dos grupos mais conhecidos é a Banda de Pífanos de Caruaru, de Biu do Pife.
Na noite dos tambores silenciosos/ sou Calunga revelando o Carnaval – Um dos mais solenes e belos momentos do Carnaval pernambucano, a Noite dos Tambores Silenciosos acontece sempre na segunda-feira, em frente à Igreja do Pátio do Terço, no bairro de São José. A partir das 23 horas, reúnem-se os maracatus de tradição de baque virado ou nação, que reverenciam Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a quem são tiradas as loas. A calunga é a boneca de pano, madeira ou plásticos vestida de baiana, que encarna a divindade dos orixás, recebendo em sua cabeça os axés e a veneração da corte e seus vassalos.
Sou a folia que desce lá de Olinda / O homem da Meia-Noite /puxando este cordão – Quem é folião sabe o que é subir e descer as ladeiras de Olinda, ao som do frevo, maracatu, afoxé e até mesmo o samba, seguindo as mais variadas agremiações que confluem para a cidade. O Homem da Meia Noite é o mais antigo e famoso boneco gigante que desfila na Marim dos Caetés. Foi fundado em 1932. Quando sai, na meia-noite de Sábado, o boneco puxa o cordão formado pela multidão.
Sou Jangadeiro / Na festa de Jaboatão – Os versos finais da letra de Leão do Norte são uma alusão à famosa Festa da Pitombeira, realizada em abril, em homenagem à padroeira Nossa Senhora dos Prazeres, e aos jangadeiros de Piedade, Candeias e Barra de Jangada, seus devotos originais.
Fonte: http://www.construirnoticias.com.br

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Paixão por Portugal


Em 2003, Maria Amélia saiu do Recife com o marido Saulo von Schmalz, judeu brasileiro, e a filha mais velha, Beatriz, para morar em Israel. Dois anos depois nasceu Esther, a segunda filha do casal. No ano seguinte, por causa da guerra com o Líbano, a família veio viver para Portugal, terra natal dos avós maternos de Saulo, e onde nasceu Marina, a filha caçula. Em 2007 retornaram para Israel. Atualmente residem na cidade de Qazrin numa casa com vista para o mar da Galileia. A paixão por Portugal levou a família a visitar o país três vezes no ano passado e uma em fevereiro deste ano e já está programada a próxima vinda para 2011. No álbum da sua vida, Mariazinha vai colocar a fotografia da sua mais recente viagem por terras lusitanas, quando aproveitou para visitar o Santuário do Bom Jesus de Braga.
Nós estudamos juntas no Colégio Dom Bosco de Olinda e hoje somos amigas apesar da distância. Ela é seguidora do blog e enviou as receitas do Bolo de Fubá e do Bacalhau Gratinado.

Lisboa no Caldeirão do Huck

Depois de aparecer em algumas cenas da Novela Viver a Vida, a cidade de Lisboa é estrela no Programa Caldeirão do Huck (TV Globo). Hoje, segunda-feira, 24, o apresentador Luciano Huck grava o quadro Vou de Táxi, na capital portuguesa. Agora a pouco, o próprio Huck festejou em seu microblog, no Twitter, a qualidade das entrevistas que produziu para a atração. Escreveu também que “está adorando a cidade e que as gravações estão bem bacanas”.
Luciano Huck é formado em Direito e em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP) e é filho de um dos mais famosos juristas brasileiros, Hermes Marcelo Huck, e da renomada urbanista Marta Dora Grostein.

Lar Doce Lar

Casas típicas em Santana, Ilha da Madeira
Fotografia de Miguel Carvalho Dias, meu queridíssimo sogro.

sábado, 22 de maio de 2010

Cidade do Rock

Cerca de 80 mil pessoas estiveram, ontem, no primeiro dia do Rock in Rio Lisboa para assistir aos shows de Mariza, Ivete Sangalo, John Mayer e Shakira. O festival começou com o pé direito, numa tarde quente de primavera e muita animação. Vestida com um blusão de roqueira e uma saia de fadista, Mariza executou seus grandes sucessos e levou o público ao delírio quando cantou “Come As You Are" dos Nirvana. Já a musa baiana Ivete Sangalo mostrou toda a alegria contagiante da música brasileira e como diz aquela sua canção, a cantora “levantou poeira” no Parque da Bela vista.
O ponto baixo desta edição do festival será a ausência de Roberta Medina, vice-presidente do evento, que sofreu um acidente a cavalo e fez uma ligeira fratura numa vértebra. Uma pena mesmo pois ela é a cara do Rock in Rio. Roberta, se um dia você ler o meu blog, receba um beijo e meus votos de uma rápida recuperação.
A festa continua na Cidade do Rock até o dia 30 de maio. Saiba mais em: http://www.rockinrio-lisboa.sapo.pt/

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Ilha da Madeira

Jardim Monte Palace, Monte, Ilha da Madeira
Fotografia de Miguel Carvalho Dias

O Programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga na TV Globo, está exibindo uma série sobre a Ilha da Madeira, em Portugal. As reportagens especiais mostram maravilhas do arquipélago português como as grutas de São Vicente, as trilhas da ilha, a Festa da Flor, os famosos bordados, os passeios nos típicos carros de cesto, o Pico do Areeiro, o museu do Centro do Vulcanismo, as deliciosas espetadas e muito mais.

Bolo de Fubá

Eis a receita do Bolo de Fubá que a minha amiga Maria Peixoto enviou para o blog. O fubá é uma farinha fina feita com milho moído, muito usada na culinária da Região Nordeste do Brasil.

Bolo de fubá
# Xícara de 200ml
3 Ovos ou 4 se forem muito pequenos
1 Xícara de leite
1 Xícara de fubá
1 Xícara de farinha de trigo
1 Xícara de óleo (Maria Peixoto costuma usar apenas 2/3)
1 1/2 Xícara de açúcar
1 Colher de sopa de fermento em pó
2 Colher de sopa de queijo ralado ou coco ralado (Maria Peixoto nunca fez com queijo ralado, somente usa o coco)
Bata tudo no liquidificador e despeje em forma untada e polvilhada com fubá. Leve para assar em forno (aquecido previamente a 180 C) por 40 ou 50 minutos. Para saber se o bolo está no ponto uma dica é espetar um palito, que deve sair limpo.

Talento em dose dupla

Os Gêmeos, dupla de artistas brasileiros, mostram trabalhos no Museu Colecção Berardo, em Lisboa, numa exposição intitulada "Pra quem mora lá, o céu é lá". Pela primeira vez em Portugal, os irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo, conhecidos internacionalmente pelo seu trabalho como graffiters, apresentam exemplos de uma obra que remete para um mundo fantástico, preenchido de histórias do cotidiano às quais dão uma forma poética. A exposição, inaugurada segunda-feira, 17, segue até 19 de setembro, com entrada gratuita.

Museu Colecção Berardo

Praça do Império, Lisboa. Aberto todos os dias das 10h às 19h (última entrada às 18h30). Sábados das 10h às 22h (última entrada às 21h30). http://www.museuberardo.pt

quarta-feira, 19 de maio de 2010

X Cimeira Luso-Brasileira

O presidente brasileiro Luís Inácio Lula da Silva está hoje em Lisboa para participar, com o primeiro ministro português, José Sócrates, na X Cimeira Luso-Brasileira. Na agenda será discutida a cooperação entre os dois países em áreas econômico-comercial, científico-tecnológico, cultural e de energia. Lula também vai estar presente, juntamente com o presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Camões 2009 ao escritor e poeta cabo-verdiano Arménio Vieira, no Museu dos Coches, em Belém.

terça-feira, 18 de maio de 2010

No português de Portugal - II

- Montra= vitrine
- Pequeno almoço = café da manhã
- Telemóvel = celular
- A malta = grupo de pessoas
- Ecrã = tela do aparelho de TV
- Guião = roteiro
- Fazer ponte = emendar o feriado
- Gajo = homem/indivíduo (em tom pejorativo, jocoso)
- Equipa = time/equipe
- Hospedeira = aeromoça
- O polícia = o policial
- Rato = mouse do computador
- Relva = grama/gramado

Bacalhau Gratinado

Minha amiga Maria Peixoto enviou duas receitas para o blog. Uma bem brasileira, o Bolo de Fubá, e a outra bem portuguesa, o Bacalhau Gratinado, que publico hoje. Mariazinha, como é conhecida, mora em Qazrin, norte de Israel. É casada com um judeu brasileiro, neto de portugueses, tem três filhas e viveu dois anos em Portugal.

Bacalhau gratinado
600g de batatas
sal
2 postas de bacalhau demolhadas
1 folha de louro
1 cebola
3 dentes de alho
1 dl de azeite
1 ramo de salsa
200g de cogumelos
pimenta
2 dl de molho bechamel

Coza as batatas com a pele em água temperada com sal por 35 minutos.
Entretanto coza as postas de bacalhau por cinco minutos em água fervente temperada com louro.
Pele as batatas e reduza-as a purê. Reserve. Elimine a pele e as espinhas do bacalhau e separe-o em lascas.
Refogue a cebola e os alhos picados no azeite. Junte depois a salsa picada.
Envolva metade deste refogado no purê, transferindo depois para um recipiente refratário.
Ao restante do refogado junte os cogumelos cortados em fatias.
Deixe alourar por breves minutos e acrescente o bacalhau. Tempere com sal e pimenta.
Transfira para o recipiente refratário e cubra com molho bechamel. Leve ao forno entre 25 e 30 minutos, a 220C. Sirva a seguir.
Dica de Mariazinha: colocar queijo mussarela por cima de tudo antes de levar ao forno.

Teatro de Santa Isabel comemora 160 anos

O Teatro de Santa Isabel inicia, nesta segunda-feira (17), as comemorações dos seus 160 anos, com o lançamento de um selo e de um carimbo comemorativos da data e outras atividades. As festividades continuam até o próximo domingo, 23, com diversos eventos, além de espetáculos e concertos. O nome do teatro é uma homenagem a Princesa Isabel. Ele foi inaugurado em 18 de maio de 1850 com o drama ”O Pajem D’Aljubarrota” do escritor português Mendes Leal, um dos mais encenados na primeira metade do século XIX.
Saiba mais sobre o Teatro de Santa Isabel e as comemorações dos seus 160 anos em:
http://www.teatrodesantaisabel.com.br.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Semana Nacional de Museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/Minc) promove, de 17 a 23 de maio, a 8ª Semana Nacional de Museus que aborda o tema “Museus para a harmonia social”. Ao todo são 1.763 eventos espalhados por todas as regiões do Brasil. Entre as atividades da semana comemorativa estão seminários, exposições, oficinas, visitas guiadas, exibições de filmes e espetáculos.

Confira a programação de Pernambuco na 8ª Semana Nacional de Museus:

http://www1.museus.gov.br/IBRAM/pag/pasta_semana/doc/8_SNM_LIVRETO_VIRTUAL_PE.pdf

domingo, 16 de maio de 2010

Qualquer Música

A canção “Qualquer Música” ficou famosa no Brasil na voz do cantor cearense Raimundo Fagner. O que muitas pessoas não sabem é que a composição é de autoria de Fernando Pessoa. Os músicos brasileiros Gilberto Gil e Zé Ramalho também gravaram poemas do poeta e escritor português.

QUALQUER MÚSICA - Fernando Pessoa

Qualquer música, ah, qualquer,
Logo que me tire da alma
Esta incerteza que quer
Qualquer impossível calma!

Qualquer música - guitarra,
Viola, harmônio, realejo...
Um canto que se desgarra...
Um sonho em que nada vejo...

Qualquer coisa que não vida!
Jota, fado, a confusão
Da última dança vivida...

Que eu não sinta o coração!

Escute aqui “Qualquer Música” cantada por Raimundo Fagner: http://letras.terra.com.br/fagner/45943

Um festival de cidades


No ano passado, o produtor de eventos e fotógrafo J. Marinheiro participou do festival suíço Montreux Jazz e dos italianos Latinoamericano de Milão, Fiesta Latina, La Fiesta e Del Garda. O recifense aproveitou a viagem de trabalho para fazer turismo em Portugal, França, Itália e Suíça e acabou por conhecer 17 cidades. Porto e Lisboa foram as suas favoritas por conta da ligação histórica e cultural com o Brasil. Voltou para casa com muitas histórias para contar e inúmeras fotografias. No álbum da sua vida terá destaque a foto em que está na ponte Dom Luís I sobre o Rio Douro, no Porto, Portugal. Marinheiro é seguidor do blog e um amigo querido.

sábado, 15 de maio de 2010

Programa de domingo

Praia de Enseada dos Corais, no litoral sul de Pernambuco. Fotografia de Rui Carvalho Dias

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O homem forte da TAP

A maior companhia de linha aérea de Portugal, a TAP, é administrada por um brasileiro. Fernando Abs da Cruz Souza Pinto nasceu no dia 12 de junho de 1949, no Rio Grande do Sul. Formado em Engenharia Mecânica, tem extensão em Administração de Empresas e várias especializações técnicas em Aeronáutica. No seu projeto de curso apresentou o protótipo do primeiro hovercraft (aerodeslizador ou veículo sobre colchão de ar) fabricado no Brasil, aplicando a tecnologia que aprendeu na Inglaterra. Fernando Pinto é piloto particular e fundador da primeira fábrica de ultra-leves no Brasil (Microleve). Foi presidente da Varig e é administrador-delegado (CEO) da TAP desde outubro de 2000.

Temporão é português

O atual ministro da Saúde do Brasil é um português, ou melhor, um luso-brasileiro. José Gomes Temporão nasceu na freguesia de Merufe, na Vila de Monção, norte de Portugal, no dia 20 de outubro de 1951. Temporão desembarcou no Brasil com os pais, Sara Gomes e José Temporão, exatamente no dia em que completou um ano de idade. O ministro é médico, tem especialização em Doenças Tropicais, mestrado em Saúde Pública e doutorado em Medicina Social.

Seu pai é dono do Mosteiro, um dos restaurantes mais famosos e tradicionais do Rio de Janeiro. Quem quiser conhecer as delícias servidas no estabelecimento basta acessar o link ou conferir pessoalmente. Mas não vale pedir para “pendurar” a despesa na conta do ministro rsrs.

Restaurante Mosteiro: http://www.mosteirorestaurante.com.br

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A torre das descobertas



O pernambucano Renato Pereira visitou Portugal e Espanha em 2007. Torcedor apaixonado do Clube Náutico Capibaribe, ele conheceu as cidades portuguesas de Lisboa, Porto, Guimarães, Fátima, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Leiria, Caldas da Rainha, Óbidos, Braga e Nazaré. No álbum da sua vida vai constar a fotografia do dia em que viu a Torre de Belém, em Lisboa, de onde partiam as naus e caravelas dos navegadores, inclusive as de Pedro Álvares Cabral. Na foto Renato está com a camisa do Náutico que tem as mesmas cores do Benfica. Eu e Renato fomos colegas de turma no Colégio Dom Bosco de Olinda e hoje somos grandes amigos.

Seleção Brasileira de Futebol

Na terça-feira, 11, o técnico Dunga divulgou a lista dos 23 nomes que vai levar para o Mundial da África do Sul. Entre os escolhidos estão Luisão e Ramires que jogam pelo Benfica, um dos grandes times de Portugal. O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 15 de junho contra a Coreia do Norte, em Joanesburgo, às 15h30m (hora de Brasília).

Os jogadores convocados pelo técnico Dunga são:

Goleiros: Julio César (Inter Milão) Gomes (Tottenham) Doni (Roma)

Laterais: Maicon (Inter Milão) Daniel Alves(Barcelona) Michel Bastos (Lyon) Gilberto (Cruzeiro)

Zagueiros: Lúcio (Inter Milão) Juan (Roma) Luisão (Benfica) Thiago Silva (Milan)

Meio-campistas: Felipe Melo (Juventus) Gilberto Silva (Panathinaikos) Ramires (Benfica) Elano (Galatasaray)Kaká (Real Madrid) Josué(Wolfsburg) Julio Baptista (Roma) Kleberson (Flamengo)

Atacantes: Robinho (Santos) Luis Fabiano (Sevilla) Nilmar (Villarreal)Grafite (Wolfsburg)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Papa Bento XVI visita Portugal

Crédito Vincenzo Pinto/AFP

O Papa Bento XVI iniciou ontem, em Lisboa, sua visita de quatro dias a Portugal, com passagem ainda por Fátima (dias 12 e 13) e Porto (dia 14). A circulação na capital portuguesa está condicionada, com corte de trânsito em várias ruas, proibição de estacionamento em zonas centrais da cidade e alteração dos fluxos dos transportes públicos.

Cerca de 2.500 jornalistas estrangeiros foram credenciados para fazer a cobertura da primeira visita do Pontífice ao país. Acompanhe todas as notícias sobre o assunto e o programa oficial da viagem de Bento XVI a Portugal, no 10º aniversário da beatificação de Jacinta e Francisco Marto, Pastorinhos de Fátima no site: http://www.bentoxviportugal.pt/.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Rabanada


A rabanada é um doce de origem portuguesa. A iguaria chegou ao Brasil na época da colonização onde recebeu outros nomes como "fatia dourada", "fatia de parida" ou "fatia parida", porque dá sustança à mulher depois do parto (como explica Gilberto Freyre no livro "Açúcar"). Na Região Nordeste do Brasil, a receita original foi alterada, trocando-se o leite de vaca por leite de coco.
Rabanada:
Ingredientes: pão francês ou cacetinho dormido, ovos, açúcar, canela em pó, leite de coco (ou de vaca) e óleo para fritar.
Preparo: corte o pão em fatias grossas. Bata bem os ovos. Mergulhe cada fatia de pão no leite de coco, deixe embeber e escorra o excesso, colocando-as numa peneira. Logo em seguida, passe as fatias na mistura de ovos batidos, escorra e frite-as no óleo não muito quente. Deixe dourar por igual e depois coloque sobre papel absorvente. Polvilhe com o açúcar e canela.
Esta receita eu aprendi com a minha mãe que não gosta de leite de vaca

Copa do Mundo 2010

O técnico da Seleção Portuguesa de Futebol, Carlos Queiroz, anunciou hoje a lista dos 24 convocados para a fase final da Copa do Mundo 2010. Os brasileiros naturalizados Pepe, Deco e Liedson estão confirmados, além da estrela do time Cristiano Ronaldo. Portugal está no Grupo G do Mundial ao lado de Brasil, Costa do Marfim e Coreia do Norte. O confronto contra a Seleção Brasileira está marcado para o dia 25 de junho em Durban.
Confira a lista dos convocados:
Goleiros : Eduardo (Sp. Braga) Daniel Fernandes (Iraklis) e Beto (FC Porto)
Defensores: Miguel (Valencia) Paulo Ferreira (Chelsea) Ricardo Carvalho (Chelsea) Bruno Alves (FC Porto) Rolando(FC Porto) Ricardo Costa (Lille) Duda (Málaga) Fábio Coentrão (Benfica) Pedro Mendes (Sporting) Zé Castro (Desportivo La Coruña).
Meio-campistas: Pepe (Real Madrid) Tiago(Deportivo Corunha) Deco (Chelsea) Raul Meireles(FC Porto) Miguel Veloso(Sporting) Simão Sabrosa (At.Madrid) Danny (Zenit)
Atacantes: Liedson (Sporting) Hugo Almeida(Werder Bremen) Cristiano Ronaldo (Real Madrid) Nani (Man.United).

domingo, 9 de maio de 2010

Pedaço do Céu

Hoje é o dia das mães no Brasil. Lembrei-me de um vereador de Igarassu, bairro onde mora minha mãe, que contratava um carro de som para divulgar sua mensagem alusiva à data. O carro passava bem cedo e o som era bem alto. Recordo também os comentários feitos pelas vizinhas, pelas amigas da minha mãe (dona Flora, dona Glória, Carminha, dona Zezé,Maria, Luzi e tantas mais) e pelas mulheres do bairro. Algumas choravam, outras ficavam felizes e umas acreditavam que o vereador devia ser um ótimo filho por fazer aquilo. As mais céticas achavam que era "marketing" para ganhar votos. Eu não lembro o texto da mensagem mas a música eu não esqueci:
"Para mim sou grande mas para ela pequenino
Sou adulto mas para ela sou menino
Quando olha para mim seus olhos brilham
Um amor feito de sonho, de alegria e de esperança
Se estou junto dela sou criança
O mundo é muito mais bonito, sem pecado e sem perigo
E ninguém no mundo vai gostar de mim como ela gosta
Se eu estou errado ou certo, não importa
Na alegria e na tristeza ela está sempre comigo
Na hora do prazer me lembro dela
Mas na hora da tristeza e da saudade é meu abrigo
Por mim ela não mede sacrifício, pode parecer difícil que alguém ame desse jeito
Acontece que ela é a minha mãe e mãe é sempre assim
Mãe, palavra que Deus inventou
Um anjo que à Terra chegou
voando nas asas do amor
Mãe, palavra mais doce que mel
Talvez um pedaço do céu que Deus transformou em mulher"

Parabéns a todas as mães do mundo. As que são, as que serão, as que não têm mais seus filhos, as que geraram e as que adotaram, as que não sabem onde seus filhos estão e as que são mães sem nunca terem tido filhos.
Quem quiser ouvir a música Pedaço do Céu é só acessar o link: http://www.youtube.com/watch?v=9KaQi1d3YNk&feature=related

sábado, 8 de maio de 2010

Aurora dourada

Nascer do Sol na praia do Pina, zona sul do Recife. Fotografia de Arnaud Mattoso

Melhor destino europeu

Lisboa foi eleita O Melhor Destino Europeu 2010, com base nos resultados da votação numa lista de dez cidades proposta pela Associação dos Consumidores Europeus. A eleição ocorreu entre os meses de dezembro de 2009 e janeiro de 2010.
Os critérios considerados, que deram o título à Lisboa, incidiram na qualidade de vida e das infra-estruturas e na oferta cultural e turística da cidade. A Associação dos Consumidores Europeus é uma entidade independente com sede em Bruxelas, Bélgica.

Pedido de Charles

Meu amigo Charles Lins, casado com a doce Jô, pede para que eu coloque no blog receitas de comidas típicas de Portugal. A cozinha portuguesa é famosa no mundo inteiro e realmente, come-se muito bem por aqui.
Há uma enorme variedade de pratos elaborados com bacalhau, porco, pato, peixes, frutos do mar, cabrito, borrego etc. Ainda há os doces conventuais, os queijos e os vinhos. A terra de Fernando Pessoa serve muito mais do que bacalhau e pastel de Belém.
Será um prazer escrever sobre o assunto pois adoro cozinhar. É uma das minhas paixões. Passarei a postar textos sobre a gastronomia de Portugal e de Pernambuco, já que o blog fala sobre as duas terras. Digo gastronomia porque além das receitas, vou falar das bebidas, dos materiais usados na alimentação e dos aspectos culturais a ela associados.
Charles, seu pedido será atendido. Agora segue o meu. Já que você mora na Suíça bem que poderia mandar uma caixinha de chocolates. Não é para mim. É para Lara rsrsrs

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Samba na terra do fado


Nelson Brederode visitou Portugal em julho do ano passado. Integrante do grupo Samba na Varanda, o músico recifense levou seu inseparável cavaquinho para a viagem além-mar. Numa passagem pela praia de Sesimbra, fez amizade com o pessoal da escola de samba Bota no Rego e foi convidado para desfilar pela agremiação. No álbum da sua vida terá destaque a fotografia que registrou sua participação na bateria de uma escola de samba portuguesa. Nelson é meu irmão e seguidor do blog.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

No português de Portugal - I

Está planejando visitar, estudar, trabalhar ou morar em Portugal? Então comece a entender o português daqui.
- apelido = sobrenome
- casa de banho = banheiro
- esquadra = delegacia
- mulher-a-dias = diarista
- guarda-rede= goleiro
- miúdo (a) = criança
- autocarro = ônibus
- cacete = pão francês
- puto = menino
- rapariga = moça
- comboio = trem
- fixe = legal
- giro (a) = bonito (a)
- viatura = carro
- chávena = xícara
- Presidente da Câmara = prefeito

Súdita de Momo


Katarina Maia, como boa pernambucana, espera ansiosamente um ano inteiro para curtir o Carnaval. Fantasiada, ela brinca a festa de Momo nas ladeiras de Olinda e nas ruas do Recife. E segue até "ouvir ao longe pastorinhas mil, dizendo bem que o Recife tem o Carnaval melhor do meu Brasil ". No álbum da sua vida não vai faltar uma fotografia dos seus dias de foliã. O autor da foto é Roberto Silva, namorado de Katarina. Ela é a odalisca de branco e seguidora do blog. Uma querida amiga.

Cá Estamos

Eu não perco uma edição do programa Cá Estamos, produzido pela TV Globo Portugal. A atração mostra semanalmente o que se faz de melhor no Brasil e em Portugal, através de reportagens, entrevistas, perfis, curiosidades e dicas. A apresentação fica sob o comando da atriz portuguesa Filomena Cautela (muita simpática, por sinal).
Serviço: Programa Cá Estamos, todos os sábados, às 18h40, na TV Globo Portugal.

Porto das Galinhas D´Angola

Muito bom o novo livro do escritor Arnaud Mattoso sobre a paradisíaca praia de Porto de Galinhas, localizada no litoral sul de Pernambuco. Porto das Galinhas D´Angola conta histórias antigas inspiradas na memória do autor cuja família paterna é da região da famosa praia, onde ele passou veraneios na infância e adolescência e mora atualmente.
Além dos poemas, a obra traz fotografias e a partitura de uma das músicas composta por Mattoso. Também são de sua autoria os livros Cheiro Cola, Sim Senhor e Madrigal da Solidão. Li os três e recomendo.
Serviço: Porto das Galinhas D´Angola está a venda na loja de conveniência do posto Petrobrás, próximo à entrada de Muro Alto e na livraria de Porto na Rua da Esperança.

Festival Nacional da Seresta

Gosta de dança de salão? A 16ª edição do Festival Nacional da Seresta começa hoje e vai até sábado,8, no Marco Zero, a partir das 20h. A programação é a seguinte:
- Quarta-feira (5): Roberto Barradas, Roberto Silva, Angela Maria, Agnaldo Timoteo e Moacyr Franco.
- Quinta-feira (6): é Nadja Maria, Augusto César, Fernando Mendes, Peninha e Joanna.
- Sexta-feira (7): Expedito Baracho, Leonardo Sullivan, Altemar Dutra Jr., Gilliard e Adilson Ramos.
- Sábado (8): Mozart, Wanderley Cardoso, Golden Boys, Jerry Adriane e Renato e Seus Blue Cats.

terça-feira, 4 de maio de 2010

A imensidão dos Jerônimos

Mosteiro dos Jerônimos - Lisboa

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Diversão e arte

Como diz a música " a gente não quer só comida . A gente quer comida, diversão e arte". Então confira algumas dicas de diversão para o mês de maio em Lisboa.
Coliseu dos Recreios (http://www.coliseulisboa.com/):
7/5 - Gotan Project, às 22h
8/5 - Cesária Évora, às 21h30
13 a 16/5 - Béjat Ballet Lausanne
25/5 - Jamie Cullam, 21h
26/5 - Grizzly Bear, às 21h00
Pavilhão Atlântico (http://www.pavilhaoatlantico.pt/):
18 e 19/5 - Metalica World Magnetic Tour, às 19h30
25/5 - Carlos Santana, às 21h

Dia da Mãe em Portugal

Em Portugal o dia da mãe (é assim que se chama aqui) é comemorado no primeiro domingo de maio. Há um costume português muito carinhoso, principalmente nas gerações mais antigas, de chamar a sogra de mãe e o sogro de pai. Apesar da data ter um forte apelo comercial é bom ver os filhos festejando suas mamães. Que todas elas tenham um dia muito feliz!!!

sábado, 1 de maio de 2010

TAP opera sete voos semanais em Recife

Eudes Pereira, editor do jornal Grande Recife, acaba de me repassar a informação que a TAP retoma a operação diária (domingo a domingo) do voo Recife/Lisboa. A viagem tem duração aproximada de 7h50 e é feita em aeronave A330, com capacidade para 263 passageiros.
Serviço: http://www.flytap.com/

Coqueiro


Hoje escutei uma música do meu amigo Marrom Brasileiro e senti uma saudade enorme de algo muito típico de Recife:o coqueiro. Só agora distante e olhando fotos é que percebo e contemplo essa palmeira cujo fruto, o coco, é tão presente na vida dos recifenses. Nunca pensei em um dia sentir saudade de um coqueiro. A vida surpreende sempre rsrs.
"Eu nasci na Veneza brasileira
Sou da terra dos altos coqueiros
Danço coco de janeiro a janeiro
Foi painho e mainha que ensinou"
(trecho da música Embolada de Marrom Brasileiro)

Dia do Trabalho

Amanhã é 1º de maio, Dia do Trabalho. Quando o feriado "cai " num dia de sábado ou ´de domingo nem parece feriado mesmo rsrs. No Recife e em Lisboa, a data será comemorada com diversos eventos. Alguns para festejar;outros para protestar.
A favor do trabalho digno, reconhecido e valorizado. Contra o trabalho infantil e escravo.